Complexo disco-osteofitário é grave? Tem tratamento?

Complexo disco-osteofitário é grave? Tem tratamento?

Complexo disco-osteofitário é o famoso bico de papagaio (!!!) , e isto pode ser grave, e pode não ser também, mas tem solução e damos solução a dezenas de pessoas com esta situação todos os meses. Dr. Pinheiro Franco publicou livro de 834 páginas na Alemanha sobre o assunto e entende profudamente do assunto. Leia abaixo e venha em consulta para buscarmos o melhor tratamento para você. Não perca seu tempo!

Complexo disco-osteofitátio é uma causa comunérrima de piora da nossa qualidade de vida. Então, se você não quer piorar sua qualidade de vida, leia abaixo. Entenda o que é complexo disco-osteofitário e vamos ajudá-lo(a) a se livrar deste problema!

Mas, do que se trata esta palavra ?

A coluna cervical. Detalhe importante; aqui não estão representados os nervos e a medula espinhal !!! Estes sofrem compressão quando o osso (complexo disco-osteofitário) cresce! Procure nossa equipe de Neurocirurgiões caso precise de tratamento ou cirurgia e preserve sua capacidade de mexer seus braços.

A doença degenerativa da coluna cervical causa complexo disco-osteofitário?

A coluna humana envelhece, como todo corpo. Mas a coluna envelhece a partir dos 30 anos de idade! E muito do que fazemos, inocentemente, no dia a dia colabora para formarmos complexos discos-osteofitários! Quando carregamos peso, quando ficamos horas na musculação, muitas vezes fazendo agachamentos sem boa supervisão, quando ficamos horas no celular, com a cabeça inclinada para baixo – estas são algumas das situações que colaboram para que nossa coluna envelheça mais cedo. Esta tal doença degenerativa da coluna pode ser muito malvada conosco, tirando nossa alegria. Mas, vamos ganhar essa batalha!

Ao longo dos anos, hábitos errados com a coluna, a postura, podem causar a doença degenerativa da coluna. O disco envelhecem, a coluna cervical pode perder sua lordose, e muitas vezes o nosso corpo produz artrose, produz osso, produz os complexos disco-osteofitários, que esmagam a medula espinhal espinhal e os nervos do pescoço.

Os médicos da Clínica Pinheiro Franco têm gigante experiência no assunto. Mesmo quando seu caso parecer sem solução, mesmo quando você já foi operado(a), mesmo quando suas dores e seus vários tratamentos parecem não resolvem as dores e o desânimo, a tristeza que acompanham, nós poderemos ajudá-la(o). Mesmo em cenário de grande compressão de medula espinhal, poderemos fazer uma cirurgia, e temos enorme experiência no assunto, com milhares de complexos disco-osteofitário tratados e pessoas voltando a ter qualidade de vida.

Dr. Pinheiro Franco, especializado no tratamento do complexo discoosteofitário da coluna cervical, e o Prêmio Nobel de Medicina, Dr. Werner Arber, juntos, na Academia Pontifical de Ciências do Vaticano.

Complexo disco-osteofitário tem a ver com hérnia de disco?

De certa forma, complexo disco-osteofitário tem a ver com hérnia de disco ou com várias doenças da coluna cervical, pois é uma reação óssea que comprime nervo. O osso produzido, a artrose cervical, pode comprimir nervos e a medula. Isto pode vir, sim, a ser grave. Mas devemos encontrar juntos a melhor solução.

As doenças associadas a complexo disco-osteofitário são:

Qual o risco da cirurgia da coluna cervical?

Ninguém quer ser operado. Muitas vezes existe mais risco de não operar do que de operar! A medula espinhal é lesada, o nervo do braço é lesado, e pode não recuperar.

Mas, ninguém também quer saber que, quando esperou tempo demais para operar, o risco da operação, logicamente, aumentou, pois tem muito mais osso em cima da medula espinhal. É muito importante estar ciente de que esperar, às vezes, pode ser muito perigoso.

E, muitas vezes, a pessoa quer esperar até não agüentar mais. A pessoa, muitas vezes, vai até onde não agüenta mais até, finalmente, aceitar a ideia de uma cirurgia. E isto pode ter conseqüencias sérias.

Numa cirurgia, evidentemente, chegamos perto da medula espinhal. E isso, logicamante, traz riscos a ela, como temos risco de atravessar uma avenida movimentada.

Mas, o osso, a artrose, o bico de papagaio que também estão chegando perto da medula espinhal, também trazem risco !!! E alguém vê isso? Não, logicamente não, porque ninguém vê a artrose, ninguém vê o osso em cima da medula, porque ele está escondido lá dentro. A medula espinhal está comprimida, e a pessoa sofre, e sofre em silêncio, e a família, os colegas de trabalho, muitas vezes, não entendem, porque ninguém vê isso, porque está tudo escondido! E a pessoa sofre.

E o corpo se manifesta, através de desconfortos no pescoço, dor no pescoço, estalos, rigidez no pescoço, tensões no ombro. Pois é, o osso está se aproximando da medula espinhal e poucos sabem disso, e poucos têm medo disso porque simplesmente não sabem que sua medula espinhal está com osso em cima dela, apertando ela, medula espinhal. E isso deveria sim, ter a atenção da pessoa. As pessoa deveriam compreender os riscos de manter o osso ( o complexo disco-osteofitário) em cima da medula espinhal.

Os sintomas de complexo disco-osteofitário podem ser: tensão nos ombros, dor no pescoço, dor nos braços, torcicolo, estalos no pescoço, dor de cabeça, dor no braço, formigamento no braço, sensação de fraqueza na mão, sensação de fraqueza no braço, pescoço duro, incômodo para ler, desconforto para achar posição para cabeça, dificuldade de concentração, choque no pescoço, dificuldade para mexer o pescoço, sensação de que deixa cair objetos.

Quais os sintomas de complexo disco-osteofitário?

Os sintomas de complexo disco-osteofitário podem ser: tensão nos ombros, dor no pescoço, dor nos braços, torcicolo, estalos no pescoço, dor de cabeça, dor no braço, formigamento no braço, sensação de fraqueza na mão, sensação de fraqueza no braço, pescoço duro, choque no pescoço, dificuldade para mexer o pescoço, sensação de que deixa cair objetos (leia legenda da foto acima).

Quando operar a coluna cervical?

Tudo deve ser pesado na balança na hora de decidir quando operar a coluna cervical. Quais os riscos de operar a coluna cervical? Quais os riscos de não operar a coluna cervical e esperar 5 , 10 anos? Se eu sou jovem, tenho 40 anos de idade, e já tenho uma razoável quantidade de osso que comprime minha medula espinhal, até onde vou esperar, qual risco vou correr quando decidir, daqui a 5 anos, fazer o tratamento cirúrgico da coluna cervical, da artrose cervical? A resposta não é fácil.

Entenderam? Tudo deve ser pesado na balança. E a decisão não é fácil. Nós, neurocirurgiões especialistas em cirurgia de nervos e medula espinhal da Clínica Pinheiro Franco, temos gigante experiência no trato com a medula espinhal e nervos. Estas estruturas estão envolvidas no momento em que os complexos disco-osteofitários cresceram.

São a medula espinhal e os nervos que são comprimidos pela artrose, por estes bicos de papagaio. Sim, o bico de papagaio é o osteófito, e pode fazer parte do complexo disco-osteofitário. Assim, se você quiser segurança e experiência no trato com estas delicadas estruturas, marque sua consulta agora e traga seus exames.

A medula espinhal muitas vezes está apertada, comprimida, quando se existe o complexo disco-osteofitário, a artrose, a estenose de canal. Venha ver nossa equipe de Neurocirurgiões para analisar riscos de fazer a cirurgia e os riscos de não fazer a cirurgia.

Qual a melhor técnica de cirurgia para tratar complexo disco-osteofitário?

A melhor cirurgia para tratar complexo disco-osteofitário é aquela que traz maior segurança para sua medula espinhal e seus nervos. Normalmente, o tratamento padrão-ouro (=melhor técnica aceita pela ciência) é a microcirurgia por via anterior com descompressão da medula espinhal e nervos.

Nós, neurocirurgiões da Clínica Pinheiro Franco, optamos sempre, após detalhada análise de sua história, de seus exames, pela técnica mais segura. Nosso objetivo maior é a preservação da sua capacidade de mexer seus braços e suas pernas. Temos milhares de pacientes operados e nossa prioridade é realizar a adequada remoção do osso (do complexo discoosteofitário) que está causando compressão sobre sua medula espinhal.

A medula espinhal é tecido neurológico, delicado, não aceita desaforo nem grosserias, e temos formação especializada para dar-lhe a máxima segurança.

Sempre, em nossas cirurgias, usamos os fantásticos monstros de tecnologia que são os microscópios alemães Carl Zeiss. As lentes de magnificação permitem ver detalhes qua visão a olho nu, ou com lupas não permite. Às vezes, removemos, por exemplo, um pedaço do complexo disco-osteofitário que nos parece enorme olhando no microscópio e, quando mostramos à equipe, este pedaço é muito pequeninho!

Em outras palavras, fazemos questão de ver o detalhe e usamos sempre a monitorização neurofisiológica, que é um sistema de segurança que reduz muito o risco de problemas. É como se fosse um alarme da medula espinhal e nervos. Não abrimos mão, nunca, de utilizar estas tecnologias modernas. Nossa prioridade máxima é a segurança do seu sistema nervoso, medula espinhal e nervos, responsáveis pelos seus movimentos.

Em resumo, a Clínica Pinheiro Franco tem gigante experiência no cuidado com os tecidos nervosos que se vêem numa cirurgia de coluna cervical, de remoção de complexo disco-osteofitário, de estenose do canal vertebral da coluna. Hoje, para nós, esta cirurgia é muito segura. Venha nos ver, logo! Marque já sua consulta.

Criador da Clínica Pinheiro Franco, Dr. Luiz Fernando , no centro. Temos enorma experiência no tratamento da compressão da medula espinhal por complexo disco-osteofitário.

Compartilhe

Outras publicações

Outros Tratamentos

Minimamente Invasivo

Biacuplastia intradiscal

Tratamento que consiste em cauterizar as fibras nervosas causadoras de dor que estão dentro do disco vertebral.

Micro Cirurgia
Microcirurgia Zeiss

Microdiscectomia Zeiss

A microdiscectomia é, para o tratamento da hérnia de disco, o que se chama de padrão-ouro (gold standard em inglês). O que isto significa? Significa

Agende uma Tele Consulta

Consulta presencial ou on-line para um diagnóstico preliminar.