O idoso com dor na coluna, o fisioterapeuta e o educador físico

O idoso com dor na coluna, o fisioterapeuta e o educador físico

O fisioterapeuta e o educador físico são importantes para o idoso com dor na coluna

Outro dia uma senhora muito gentil disse-me que o seu exercício físico eram os afazeres de casa, e que não queria fazer nenhum tipo de ginástica ou exercício físico de fortalecimento com profissional especializado. Expliquei a ela que era ótimo que ela se mantivesse ativa com as obrigações de casa, mas que ser-lhe-ia muito importante um contato com o profissional fisioterapeuta e educador físico. Após nossa conversa, ela disse que iria procurar alguém ! 🙂

MÉTODO RECONNECT DE REABILITAÇÃO PÓS CIRÚRGICA

Os profissionais fisioterapeuta e educador físico, personal trainer, cada qual com suas funções bem estabelecidas, são fundamentais no dia a dia da pessoa idosa para mantê-lo(a) ativo(a) e permitir que sua parte física se comporte bem ao longo dos anos.

Os educadores físicos e fisioterapeutas desempenham um papel fundamental na manutenção da saúde da coluna dos idosos, especialmente na prevenção da dor na coluna. Por meio de orientação especializada e programas de exercícios personalizados, eles ajudam os idosos a fortalecer os músculos ao redor da coluna, melhorar a postura e aumentar a flexibilidade. Além disso, oferecem técnicas de alívio da dor e educação sobre hábitos saudáveis de movimento e postura no dia a dia. Ao trabalharem em conjunto, esses profissionais ajudam e motivam os idosos a continuar ativos e independentes.

A Clínica Pinheiro Franco apóia e estimula o trabalho destes profissionais para o paciente idoso. Não temos vínculo empregatício com nenhuma equipe de fisioterapeutas e educadores físicos, o que nos proporciona estar livres para interagir com diversos profissionais destas áreas do saber humano.

O importante é que, no idoso que tem dores na coluna, tensões no pescoço, dor no nervo ciático, que estes profissionais interajam conosco para que possamos detectar eventuais lesões da coluna e nervo, hérnia de disco, artrose, estenose que possam causar algum risco de lesão nervosa e perda de movimento de braços e pernas.

Hoje em dia, interagimos com um grande número de profissionais que nos encaminham pacientes para avaliação e mantemos contato via telefone. Nós avaliamos o paciente idoso, programamos tratamentos e procuramos incentivar o paciente idoso que não só mantenha, mas que, se possível, aumente o contato (as sessões, o tempo) com seu fisioterapeuta, seu educador físico, seu personal trainer. Trata-se de um trabalho conjunto que desenvolvemos de forma ética procurando o melhor para todas as partes. Todos têm ficado satisfeitos.

Quais sintomas físicos do idoso podem indicar para o fisioterapeuta e o educador físico a necessidade do paciente idoso de procurar especialista neurocirurgião em relação a dores na coluna?

Atualmente, com os avanços da medicina, a expectativa de vida humana está sendo estendida cada vez mais. À medida que as pessoas vivem mais, a coluna também está sendo envelhecida. Para os idosos que sofrem de dor nas costas ou na coluna, é comum que ocorram mudanças em seu comportamento e hábitos diários. É importante que sejam observados os sinais que podem estar associados a queixas de dor nas costas, ciático, braços ou pernas cansadas em nossos pais, mães ou avós. Os sinais podem ser os seguintes:

  • dor na coluna
  • dificuldade de se manter em pé: “fico 10 minutos em pé e preciso sentar”
  • formigamentos nas pernas: “fico em pé alguns minutos e minhas pernas começam a formigar”
  • dor ao caminhar: “Preciso de um banco para me sentar
  • dificuldade progressiva para caminhar distâncias: “estou andando cada vez menos”
  • tensão na coluna persistente : “tenho tensão no pescoço e nas costas”
  • cansaço na coluna, às vezes mais frequentes no fim do dia
  • dor ao levantar da cama: ” parece que estou enferrujado de manhã, acordo meio inclinado e leva um tempo até conseguir ficar ereto”
  • dor na perna
  • dor na coxa
  • formigamentos na coxa e perna: “sinto as pernas formigando”
  • alívio da dor quando se inclina para a frente, como ao fazer supermercado e apoiar-se no carrinho : ” a dor melhora quando fico inclinado, quando sento, e não tenho dor quando ando de bicicleta”
  • dor nas costas ao espirrar ou tossir

Vejam que a dor vai minando o bom humor do idoso. O idoso pode estar apresentando graves doenças da coluna e nervos e muitas vezes a forma que o corpo mostra isso é através de dores ou tensão na coluna, no pescoço, e em braço ou perna, quando, na verdade, pode existir grave compressão de nervo ou artrose, por exemplo.

Quais mudanças de atitudes do idoso (se associados aos sintomas físicos descritos acima) podem indicar ao fisioterapeuta e ao educador físico a necessidade do paciente idoso de procurar especialista neurocirurgião?

Hoje, com o progresso da medicina, a vida humana está se alongando mais e mais anos. As pessoas estão vivendo mais e a coluna está envelhecendo junto. O idoso que tem dor nas costas, na coluna, muitas vezes, muda seu comportamento, seus hábitos. Muitas vezes, o idoso conta ao seu educador físico, personal trainer ou ao seu fisioterapeuta detalhes de sua vida que, por vezes, não são revelados aos familiares, dada a confiança da pessoa no trabalho deste profissional que o(a) acompanha em suas sessões.

Então, preste muita atenção se seu cliente idoso encontra-se nestas situações abaixo (leia os itens abaixo). Preste muita atenção se seu cliente idoso comenta a respeito dos itens abaixo e se os itens abaixo se relacionam com queixas de dor nas costas e/ou ciático e/ou braço, e/ou sensação de cansaço em pernas ou braços.

  • Pessoa idosa que sai menos de casa
  • Está mais quieta(o) que o normal
  • Não quer passear no fim de semana
  • Não vai mais à igreja
  • Caminha menos
  • Está todo o tempo procurando um banco para sentar
  • Não quer fazer exercícios
  • Está desanimado(a)
  • Parou atividades físicas várias
  • Não quer mais viajar
  • Está irritado(a) mais facilmente
  • Está com insônia
  • Está triste e fala frases como “Já cumpri minha missão aqui na Terra” (esta frase é muito ruim de ouvir!)

Vejam que a dor vai minando o bom humor do idoso. O idoso pode estar apresentando graves doenças da coluna e nervos e muitas vezes a forma de expressar isto é que ele (ela) tem dores musculares , tensão na coluna, tensão no pescoço, etc, quando, na verdade pode existir grave compressão de nervo ou artrose, por exemplo.

Quando o fisioterapeuta e o educador físico devem encaminhar seu cliente idoso para avaliação com profissional médico especialista neurocirurgião por causa dos problemas de coluna e nervos?

O fisioterapeuta e o educador físico devem encaminhar seu cliente idoso para avaliação com um médico especialista neurocirurgião sempre que identificarem sinais de alerta ou sintomas que sugiram problemas graves na coluna e nos nervos. Isso inclui, por exemplo, dor intensa e persistente na coluna, formigamento ou fraqueza nas pernas ou braços, dificuldade de equilíbrio e coordenação, alterações na função da bexiga ou intestino, ou qualquer outro sintoma que possa indicar uma condição mais grave, como hérnia de disco, estenose espinhal ou compressão nervosa. O encaminhamento para um especialista é essencial para garantir uma avaliação completa e adequada, bem como um plano de tratamento específico para as necessidades individuais do paciente.

Da mesma forma, a atenção para pequenos detalhes como exposto nas linhas acima trará benefícios não só para a pessoa idosa , na forma de prevenção de problemas maiores, mas também ao profissional educador físico, fisioterapeuta, personal trainer, que poderá conservar saudável e contente o seu cliente idoso por longos anos. Estamos vivos e devemos cuidar uns dos outros.

Os neurocirurgiões da Clínica Pinheiro Franco e seus livros publicados na Alemanha e Estados Unidos da América e sua tese de procedimentos minimamentes invasivos de coluna no tratamento dos problemas degenerativos da coluna

Os neurocirurgiões da Clínica Pinheiro Franco possuem uma vasta experiência e conhecimento no tratamento dos problemas degenerativos da coluna vertebral. Suas habilidades e entendimento profundos permitem que desenvolvam abordagens eficazes e personalizadas para cada paciente, visando a recuperação e o alívio dos sintomas. Além disso, sua reputação internacional é solidificada pela publicação de livros sobre o assunto em editoras renomadas, destacando-os no campo da neurocirurgia relacionada à coluna vertebral. Essas contribuições literárias refletem seu compromisso com a disseminação do conhecimento e aprimoramento contínuo da prática médica.

O livro publicado em português pelo Dr. Pinheiro Franco intitulado “Conceitos Avançados em Doença Degenerativa da Coluna Lombar” é a primeira obra publicada em língua portuguesa que estudou a fundo o problema que aflige tantos brasileiros que é a dor na coluna e suas consequências. Na sequência, a editora alemã Springer, respeitada internacionalmente pela qualidade na divulgação da ciência de primeira categoria, aceitou e publicou o livro do Dr. Pinheiro Franco sobre a doença degenerativa do disco intervertebral. Este livro, com quase 900 páginas, tem a colaboração de grandes nomes do conhecimento a respeito do tratamento dos males degenerativos da coluna. Finalmente, em Nova York, a editora norte-americana Thieme publicou o livro do Dr. Pinheiro Franco que trata do equilíbrio lateral da coluna. Este livro, que tem o título “ Sagittal Balance of the Spine” explica a importância da avaliação da lordose humana na prevenção, no tratamento e no conhecimento dos problemas degenerativo da coluna vertebral humana. Estes livros são fontes do saber que interessam não só aos médicos, mas aos profissionais que lidam no seu dia a dia com pessoas que têm problemas degenerativos de coluna vertebral.

O conhecimento das doenças degenerativas da coluna é fundamental porque devemos buscar o melhor tratamento para nossos pacientes.

Compartilhe

Outras publicações

Outros Tratamentos

Minimamente Invasivo

Biacuplastia intradiscal

Tratamento que consiste em cauterizar as fibras nervosas causadoras de dor que estão dentro do disco vertebral.

Micro Cirurgia
Microcirurgia Zeiss

Microdiscectomia Zeiss

A microdiscectomia é, para o tratamento da hérnia de disco, o que se chama de padrão-ouro (gold standard em inglês). O que isto significa? Significa

Agende uma Tele Consulta

Consulta presencial ou on-line para um diagnóstico preliminar.